faixa 2.png

Saiba mais sobre Laser Íntimo

Alguns sintomas indesejáveis da menopausa, como a atrofia vaginal, podem ser tratados com laser. Durante a fase do climatério, metade das mulheres perde a lubrificação e elasticidade da mucosa vaginal e ainda sentem dores durante a relação sexual.

Além disso, o laser também pode ser indicado para mulheres adultas que sentem um pouco a diminuição do colágeno na área genital.

Até bem pouco tempo, a atrofia pela deficiência do estrógeno na menopausa era tratada apenas com cremes à base desse hormônio, mas com a chegada do laser consegue-se recuperar a elasticidade, melhorar a performance sexual e a espessura e a umidade da vagina, estimulando a produção do colágeno, sendo também uma boa opção para quem tem contraindicação no que se refere ao uso de cremes hormonais. O tratamento é indolor e não traz desconforto.

WhatsApp Image 2021-12-29 at 14.15.35.jpeg

A qualidade de vida da mulher requer uma busca constante de autoconhecimento e de autocuidado. Sua saúde íntima está totalmente ligada a seu grau de satisfação com a vida. Muitas mulheres estão sofrendo desnecessariamente por não saberem como lidar com as questões ligadas ao tema.

 

A boa notícia é que as novas tecnologias a laser* podem ser um tratamento eficaz à disposição das mulheres e seus ginecologistas. As principais indicações são para:

 

Ressecamento vaginal

Incontinência urinária

Atrofia vulvovaginal

Flacidez e escurecimento na região íntima

Problemas íntimos podem gerar baixa autoestima e queda na qualidade de vida: sentimentos de inadequação, perda de desejo sexual, isolamento social, depressão, insegurança, desequilíbrio emocional e conflitos internos, por exemplo. A consulta ao ginecologista é sempre recomendável, pois os avanços da medicina estão promovendo, não só o aumento da expectativa de vida, mas também sua qualidade. Você merece portanto se cuidar.

O laser utilizado na Vie é o ATHENA da plataforma ETHEREA MX. É um procedimento minimamente invasivo, que possui baixa incidência de complicações, é indolor para a maioria das pacientes e é realizado em ambiente de consultório, dispensando internação ou anestesia.

 

Ressecamento vaginal

Coceira, queimação ou irritação na vagina, diminuição da elasticidade e dores durante as relações sexuais podem ser sinais de ressecamento vaginal. A menopausa pode trazer estes sintomas e a consulta ao ginecologista é fundamento para avaliação dos tratamentos mais indicados. A terapia a laser pode ser indicada isolada ou associada a medicamentos, além de mudança de hábitos. As sessões são de duas a três, com intervalos de quatro a seis semanas e podem ser sugeridas manutenções anuais.

Incontinência urinária

O laser pode ser indicado para graus leves e moderados de incontinência urinária. O tratamento entra como excelente coadjuvante e soma-se às técnicas cirúrgicas consagradas para aumentar sua eficiência. Com os disparos do laser efetuados em sequência, a uretra torna-se mais eficiente, sem causar extravasamentos.

Atrofia vulvovaginal

O médico pode indicar e aplicar o laser com a finalidade de restaurar a espessura da parede vaginal e da vulva. O equipamento utilizado na Vie emite laser fracionado Er:YAG 2940 nanômetros e permite que a aplicação seja amplamente controlado pelo médico, entregando a energia na mucosa íntima, pequenos e grandes lábios e região da virilha. O calor do laser promove aumento das células e estimula a produção de colágeno. Dependendo do grau da atrofia, é estabelecido um número de sessões. Quando mais tempo há sintomas, maior o número de sessões.

Flacidez e escurecimento da região íntima

O laser genital pode executar o clareamento, especialmente em associação com peelings e luz pulsada, também disponível na plataforma ETHEREA. Também podem eliminar lesões indesejáveis, verrugas ou pequenos tumores vasculares. Deve ser aguardado um período de 30 dias entre as sessões para que o estímulo térmico nos tecidos se manifeste em forma de espessamento da mucosa e produção de colágeno e elastina. Em até 7 dias após a aplicação, em princípio, a paciente já pode voltar a ter relações sexuais. Para maiores informações, consulte um médico ginecologista de sua confiança. E lembre-se, cuidar-se é a melhor forma de exercer o amor próprio.

faixa 3.png

Profissionais da Vie!

7.png

Dra. Flavia Kronfly

CRM: 85.482

(32 Avaliações)

Ginecologia - Obstetrícia - Endometriose

Videohisteroscopia - Videolaparoscopia

Consulta presencial ou por videochamada

Valor de consulta: R$ 1.000,00